COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Geral

Dona Raimunda, quebradeira de coco babaçu e liderança no Tocantins, morre em casa aos 78 anos

Dona Raimunda, quebradeira de coco babaçu e liderança no Tocantins, morre em casa aos 78 anos

Ela ficou conhecida por lutar pela valorização das quebradeiras de coco. Durante a vida foi indicada ao prêmio Nobel da Paz e recebeu título de doutora Honoris Causa pela Universidade Federal do Tocantins. A CPT Araguaia-Tocantins e o Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB) lamentaram a morte da quebradeira, fonte de inspiração e animadora da luta na região Norte do país.…

Leia mais:

CIDH realiza visita in loco ao Brasil

CIDH realiza visita in loco ao Brasil

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) realizará uma visita in loco ao Brasil de 5 a 12 de novembro de 2018, em função de um convite por parte do Governo brasileiro enviado no início de 2018. A Comissão agradece a cooperação do Governo do Brasil e das organizações da sociedade civil no planejamento e na preparação da visita.

Leia mais:

NOTA PÚBLICA: Nós somos CNBB. Nós somos CIMI

NOTA PÚBLICA: Nós somos CNBB. Nós somos CIMI

Em Nota Pública, Conselheiros e Conselheiras, Coordenação Executiva Nacional e Diretoria da Comissão Pastoral da Terra (CPT) repudiam veementemente as declarações ofensivas de Jair Bolsonaro sobre a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e o Conselho Indigenista Missionário (CIMI). O documento destaca: "As ofensas dirigidas a estes Organismos se estendem também a todos os católicos e a todas as católicas do Brasil e do Mundo, já que somos muitos e muitas, mas formamos um só corpo" (cf. 1 Cor 12, 13). Confira:

Leia mais:

Resolução para garantia de direitos humanos em situações de conflitos por terra é aprovada pelo CNDH

Resolução para garantia de direitos humanos em situações de conflitos por terra é aprovada pelo CNDH

Uma resolução sobre “soluções garantidoras de direitos humanos e medidas preventivas em situações de conflitos fundiários coletivos rurais e urbanos” foi aprovada na noite da última quarta-feira, 17 de outubro, pela 41ª Plenária do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH).

Leia mais: