COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Durante o segundo encontro anual do Conselho Regional da Comissão Pastoral da Terra no Pará (CPT-PA), realizado entre os dias 7 e 9 de outubro, no município de Altamira, foi realizada uma celebração em apoio ao Sínodo para a Amazônia, que acontece entre os dias 6 e 27 deste mês de outubro no Vaticano. 

Fonte / Imagens: CPT Pará

Além das orações e reflexões, que fizeram memória ao processo de escuta para a Assembleia Sinodal e os pedidos do Papa Francisco para apontarmos novos caminhos para a Igreja na Amazônia, os conselheiros e as conselheiras, durante o ato celebrativo, plantaram algumas árvores no espaço que acolheu o evento.

“O Sínodo deve ser como a planta que precisa ser cuidada para dar frutos bons” - CPT Pará

SAIBA MAIS: “Espero que realmente neste Sínodo possamos discutir a Vida”

“A criminalização das lideranças é uma ameaça constante na Amazônia”, afirma Maria Petronila Neto

Em encontro com o Papa Francisco, agente da CPT pede que ele reze pelas comunidades tradicionais da Amazônia

Para a Pastoral da Terra no Pará, este gesto singelo, de plantio de árvores, está em sintonia com centenas de outros atos realizados mundo afora em defesa do Sínodo. “Acreditamos que o chamado do Papa para um Sínodo especial é reflexo do grito dos povos da Amazônia, que há muito tempo vêm denunciando a destruição do bioma, da cultura amazônica e de suas próprias vidas”, afirmam os/as conselheiros/as. 

Como parte dessa Igreja em saída, que é proposta por Francisco, a CPT sempre esteve presente ao lado dos povos do campo, das águas e das florestas somando-se aos gritos contra as mais cruéis situações de violência, ressaltam os/as agentes de pastoral.

No local do Conselho, agentes da Pastoral da Terra no Pará realizaram uma celebração, como forma de apoio do Sínodo para a Amazônia, e plantaram algumas mudas de árvores. Crédito: CPT Pará

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir