COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

As publicações “Conflitos no Campo Brasil 2016”, da Comissão Pastoral da Terra (CPT), e “No Rastro da Grilagem”, da Associação de Advogados/as de Trabalhadores/as Rurais (AATR), serão lançados nesta sexta-feira (04), às 19h30, no Auditório da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), em Santa Maria da Vitória.

 

(Por Comunicação CPT Bahia)

A CPT registrou no ano de 2016 neste relatório o maior número de conflitos por terra no Brasil nos últimos 32 anos. Foram 1.079, uma média de quase três conflitos de terra por dia. Na Bahia, foram 102 conflitos, um aumento de 76% em relação a 2015. 61 pessoas foram assassinadas no país ano passado, 22% a mais do que em 2015 e o maior número desde 2003. Quatro delas em território baiano.

Confira as publicações: Conflitos no Campo Brasil 2016

No rastro da grilagem - Formas Jurídicas da Grilagem Contemporânea

Já a revista “No Rastro da Grilagem”, da AATR, possui nove textos que versam sobre casos de grilagem na Bahia e tem como objetivo servir como um instrumento de análise jurídica, sistematização, reflexão e denúncia desses casos no estado.

O lançamento também contará com a participação de representantes de comunidades vítimas de conflitos na região Oeste.

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir