COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Equipe da CPT do Núcleo da Diocese de Bom Jesus da Lapa divulga Nota sobre o desaparecimento, há 12 dias, de Eduardo Pereira dos Santos, liderança do Quilombo de Rio das Rãs. Confira:

 

“Dá ouvidos, Senhor a minha oração e atende a voz das minhas súplicas no dia de minha angústia,...

por que tu és grande e operas maravilha” – Salmo 86.6-7; 10.

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) Centro-Oeste da Bahia Núcleo da Diocese de Bom Jesus da Lapa vem se solidarizar com os familiares de Eduardo Pereira dos Santos, com os/as quilombolas de Rio das Rãs e com o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Bom Jesus da Lapa neste momento de angústia e incertezas, mas também de grande esperança e certeza que vocês não estão sozinhos/as.

A CPT, fiel à sua missão, vem reafirmar, neste momento, sua presença solidária, profética, ecumênica, fraterna e afetiva junto aos povos da terra e das águas, nos seus processos coletivos. O presidente do STTR de Bom Jesus da Lapa, Eduardo Pereira dos Santos, que há 12 dias está desaparecido, é uma liderança que sempre esteve presente nas lutas coletivas pela liberdade do território, especialmente pela conquista de direitos fundamentais, de sua comunidade, o Quilombo de Rio das Rãs. Desde a metade da década de 1970 até os anos 1990, aproximadamente 17 anos de conflitos e lutas, fez com que o Quilombo Rio das Rãs se tornasse referência para as lutas quilombolas na região, na Bahia, e no Brasil.

Eduardo, juntamente com outras lideranças do Quilombo de Rio das Rãs, mesmo depois da conquista do território, continuou na articulação da luta pela terra junto a outros/as camponeses/as sem-terra e contribuindo efetivamente para a criação do Movimento Estadual de Trabalhadores e Trabalhadoras, Assentados (as), Acampados (as) Quilombolas da Bahia – CETA, e, posteriormente, com a criação da Coordenação Regional Quilombolas (CRQ), espaços importantes de articulação da luta pela Terra e Territórios na bacia do Rio São Francisco e no estado da Bahia. Sua contribuição se estendeu ao Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Bom Jesus da Lapa, organização que sempre apoiou as lutas dos/as camponeses/as deste município e da região.  

Por isso viemos a público expressar a nossa solidariedade e clamar às autoridades responsáveis que haja a intensificação nas investigações e buscas no sentido de trazer respostas para a grande angústia que recai sob a família, às comunidades e instituições que estão na expectativa do reencontro com Eduardo.

Na certeza que o Deus da vida nos garantirá o pleno amparo e nos trará Eduardo com vida.

Seguimos confiantes.

Santa Maria da Vitória – BA, 04 de julho de 2018.

Comissão Pastoral da Terra

Centro Oeste da Bahia

Núcleo da Diocese de Bom Jesus da Lapa

__

Crédito foto: Notícias da Lapa

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir