COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

Nos dias 7, 8 e 9 de julho, no Parque Ecológico dos Currais, em Tabuleiro do Norte, no Ceará, aconteceu o 3º e último Módulo da Escola Camponesa, realizada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT) em parceria com a Associação Escola Família Agrícola Jaguaribana (AEFAJA) e a Vale Assessoria.

 

(Por Alisson Chaves, da EFA Jaguaribana | Imagens: Site da EFA)

Os temas estudados nesta etapa foram: criação de pequenos animais com aulas teóricas e práticas realizadas no assentamento Lagoa Grande, além de uma oficina de palma forrageira consorciada com a pitaia. Participaram 19 jovens dos municípios de Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe e Potiretama.

Na sexta, 7, pela manhã, as atividades iniciaram com a oficina de plantio de palma forrageira consorciada com a pitaia. O professor Roberto, do Instituto Federal de Limoeiro do Norte, e Morais, agente da Cáritas diocesana de Limoeiro do Norte, apresentaram em vídeo algumas experiências com a palma forrageira e abordaram questões sobre o plantio e o manejo e da palma e da pitaia. Com a palma fornecida pelo Instituto Federal, a turma foi para o campo iniciar a prática.

À tarde, foi realizado o estudo teórico de criação de caprinos e ovinos. No sábado, 8, pela manhã, a turma se deslocou para o assentamento Lagoa Grande, onde foi possível desenvolver e observar várias práticas como castração, cuidado com doenças e aplicação de vacina em caprinos. Ainda no assentamento, a turma da Escola Camponesa visitou a casa de Dona Das Dores.

Clique aqui e veja mais imagens do 3º módulo da Escola Camponesa 

Ela tem em seu quintal produtivo várias plantas frutíferas e medicinais, das quais cuida com muito amor e dedicação. Caminhando pelo quintal junto com a turma, ela ia dizendo o nome das plantas e para que servem. Ofereceu, com muito gosto, frutas, mudas e sementes, para quem quisesse levar para casa. A turma visitou também a área de plantação de banana, feijão, milho e sorgo do agricultor e assentado, Anacleto.

Após um farto almoço oferecido pela comunidade, realizou-se uma reunião com a associação comunitária e a turma da Escola Camponesa, onde foi possível a troca de experiências sobre a história do assentamento e os estudos realizados pelos jovens. Os moradores e moradoras relataram sobre a origem do assentamento, enquanto os jovens partilharam como tem sido a experiência de realizar um curso básico de agroecologia, que é a Escola Camponesa.

LEIA TAMBÉM: CPT realiza primeiro módulo da escola Camponesa em Tabuleiro do Norte – CE

CPT realiza 2º módulo da escola Camponesa em Tabuleiro do Norte (CE)

O domingo foi dedicado a terminar o plantio de palma com a pitaia e entrega dos certificados de conclusão do curso. O momento foi muito rico, com depoimentos emocionados dos jovens participantes da Escola, dos técnicos que ministraram as aulas e dos visitantes.

A Comunidade dos Currais preparou uma noite cultural com participação da quadrilha junina do assentamento Barra do Feijão e uma quadrilha improvisada com a participação de crianças, jovens e adultos presentes. Logo após a animação foi por conta de um sanfoneiro local, com músicas regionais e forró pé de serra.

 Alguns amigos e amigas visitaram esta etapa da Escola Camponesa, como a professora Regina Coele, da Universidade Estadual do Ceará – Campus de Crateús, a Irmã Ilza Franca, da Coordenação Regional da Comissão Pastoral da Terra – CPT/CE, da Adelita Chaves Maia - Engenheira Agrônoma e mestranda em Agroecologia pela UNIA, e do Daniel de Souza Lemos, Engenheiro Florestal. Os visitantes puderam conversar com a turma e fazer um intercâmbio de experiências. 

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir