COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Conflitos

Escola é destruída durante reintegração de posse em Nova Mamoré (RO)

Escola é destruída durante reintegração de posse em Nova Mamoré (RO)

Segundo informações recebidas pela Comissão Pastoral da Terra em Rondônia (CPT-RO), a destruição da escola ocorreu entre os dias 12 e 13 de junho de 2019 durante a reintegração de posse do Acampamento Nova Conquista. O prédio ficava situado nas proximidades da ocupação, na Linha 02 Arara, Travessão Zé Buritis, no Distrito de Jacinópolis, município de Nova Mamoré.…

Leia mais:

Nota Pública: Não à regularização de terras griladas no estado do Pará

Nota Pública: Não à regularização de terras griladas no estado do Pará

Aprovado no dia 11 de junho, com votação em dois turnos na Assembleia Legislativa do Estado do Pará (ALEPA), o projeto de Lei n. 129/2019 --  que trata do processo de regularização fundiária no Estado do Pará -- vem sendo criticado por organizações e movimentos sociais. Entre os motivos apontados estão os fatos de o projeto de Lei não ter sido submetido à consulta pública e de possibilitar a regularização de terras griladas.…

Leia mais:

Nota Pública da CPT e SDDH sobre o assassinato do sindicalista Carlos Cabral em Rio Maria (PA)

Nota Pública da CPT e SDDH sobre o assassinato do sindicalista Carlos Cabral em Rio Maria (PA)

Nesta terça-feira, 11, por volta das 16 horas, Carlos Cabral Pereira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR) de Rio Maria, foi assassinado a tiros por dois pistoleiros que trafegavam em uma moto. O crime ocorreu próximo de sua residência no Bairro Planalto, no município de Rio Maria, sul do Pará. O sindicalista ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos causados pelos disparos e faleceu no trajeto até o hospital local.…

Leia mais:

NOTA PÚBLICA - Linhão na terra do povo Kinja (Waimiri Atroari): A velha política contra os indígenas

NOTA PÚBLICA - Linhão na terra do povo Kinja (Waimiri Atroari): A velha política contra os indígenas

51 entidades, entre elas a CPT, assinam Nota de Solidariedade ao povo Waimiri Atroari, divulgada hoje (10). O documento é referente ao projeto de construção do linhão de energia de Manaus (AM) a Boa Vista (RR), que iria atravessar as terras tradicionais do povo Kinja. A Nota destaca que “uma nova política do governo em relação ao povo Kinja necessariamente deveria considerar a história recente deste povo indígena, vítima do crime de genocídio, que matou mais de 2.500 indígenas, por ocasião da construção da BR 174, da construção da hidrelétrica de Balbina e da mineração em seu território. Com esse cuidado, outras possibilidades para garantir a segurança energética do estado de Roraima deveriam ser estudadas”. Confira o documento na íntegra:…

Leia mais: