COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Anunciados nesta quarta-feira (29), os laureados no prêmio Right Livelihood 2021 são lideranças na promoção dos direitos de mulheres e meninas, na proteção ambiental e na reivindicação dos direitos indígenas por meio da mobilização de comunidades e do empoderamento de iniciativas de base.

Texto e imagem: Right Livelihood

Vindos de Camarões, Rússia, Canadá e Índia, os “agentes da mudança” deste ano mostram que mudanças duradouras são construídas com a união de comunidades. Diante do agravamento da crise climática, poderosos interesses governamentais e corporativos e até mesmo uma ameaça terrorista, os premiados de 2021 provam que a solidariedade é a chave para um futuro melhor para todas e todos.

Os premiados de 2021 são:

Marthe Wandou (Camarões) “por construir um modelo de proteção infantil com base na comunidade em face da insurgência terrorista e da violência de gênero na região do Lago Chade em Camarões”;

Vladimir Slivyak (Rússia) “por sua defesa do meio ambiente e por ajudar a acender a oposição popular às indústrias de carvão e nuclear na Rússia”;

Freda Huson (do povo Wet’suwet’en, Canadá) "por sua dedicação destemida em recuperar a cultura de seu povo e defender suas terras contra projetos de gasodutos desastrosos";

e

Legal Initiative for Forest and Environment (Índia) “por seu trabalho jurídico inovador capacitando as comunidades a proteger seus recursos na busca pela democracia ambiental na Índia”.

Há 28 anos, MST e CPT ganhavam Prêmio Nobel Alternativo na Suécia

“Os premiados de 2021 Right Livelihood são mobilizadores corajosos que mostram o que os movimentos das pessoas podem alcançar”, disse Ole von Uexkull, Diretor Executivo da Right Livelihood.

“Diante da escalada das crises climáticas e ambientais, da violência sem sentido e dos abusos flagrantes dos direitos humanos, eles se engajam com sucesso por um futuro melhor por meio da solidariedade e da organização. Esses ativistas de base não estão apenas resistindo, mas ativamente mobilizando comunidades inteiras para reivindicar seus direitos, tornando-se agentes de mudança onde os governos falham ”, acrescentou von Uexkull.

Fundação Right Livelihood e Survival International pedem ao governo brasileiro que proteja os povos indígenas

Wandou é a primeira pessoa dos Camarões a receber o prêmio Right Livelihood.

Fundado em 1980, o Right Livelihood Award homenageia e apóia pessoas corajosas na solução de problemas globais. Cada um dos quatro premiados receberá um prêmio em dinheiro de 1 milhão de SEK (cerca de 100.000 EUR ou 115.000 USD). Além do prêmio em dinheiro, o prêmio envolve suporte de longo prazo para destacar e expandir o trabalho dos Laureados.

Fundação Right Livelihood comemora 40 anos de criação em Conferência com laureados

Em 2021, foi registrado um número recorde, com 206 nomeados de 89 países. Laureados anteriores incluem Edward Snowden (EUA), Dr. Denis Mukwege (RDC), Greta Thunberg (Suécia) e Ales Bialiatski, juntamente com o Centro de Direitos Humanos Viasna (Bielo-Rússia).

Os Laureados de 2021 serão homenageados durante uma apresentação do prêmio televisionada em Estocolmo na quarta-feira, 1º de dezembro.