A suspeita é que a própria empresa Araupel tenha causado o incêndio. Centenas de famílias se somaram ao corpo de bombeiros para conter o incêndio.

 

(Fonte: Da Página do MST)

Desde ontem (10), centenas de famílias Sem Terra do Acampamento Herdeiros da Terra de 1° Maio tentam, junto ao corpo de bombeiros e a Polícia Militar, apagar um incêndio ao redor do acampamento, entre os municípios de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu, na região centro-sul do estado do Paraná.

Os trabalhadores rurais acreditam que se trata de um incêndio criminoso nas reservas florestais nativas. Os Sem Terra já registraram boletim de ocorrência e estão colaborando para descobrir a causa do incêndio.

Uma das suspeitas seria a própria empresa Araupel, que se reivindica proprietária das terras onde as famílias estão acampadas.

Segundo relatos, desde domingo (9) as famílias que trabalham ao redor do Acampamento na produção de alimentos visualizaram a presença de seguranças da empresa num raio muito próximo à área, algo incomum no dia a dia do acampamento.

Além disso, elas também denunciam que constantemente a Araupel posta acusações falsas contra os Sem Terra em sua página oficial no Facebook, além de um conluio com os meios de comunicações locais para deslegitimar a luta das famílias perante a população das cidades.

As 1.500 famílias que ocupam a área estão acampadas desde maio do ano passado, e lutam pelas terras consideradas públicas por diversos órgãos competentes.