Em 14 de abril de 2013, de acordo com a Funai, um conflito com armas de fogo entre tribos yanomami deixou 05 indígenas mortos e 07 feridos. Os indígenas da região de Alto Alegre (RR), afirmaram à Funai na época, que estavam sendo armados por garimpeiros em troca de permissões para exploração ilegal de ouro na terra indígena, que estaria invadida por ao menos 1.600 homens.

Para João Catalano, chefe do setor de proteção yanomami da Funai na época, o conflito foi 'gravíssimo' por envolver um grupo recém contatado. "Os garimpeiros chegam aos poucos e vão introduzindo armas e munições para impor o ritmo da exploração de ouro", disse.

Segundo Dário Kopenawa, vice-presidente da Associação Yanomami, o conflito foi motivado por disputa de roça de pupunha (fruto de palmeira). Para ele, o conflito é resultado da falta de fiscalização sobre o garimpo ilegal. No ano anterior, a Polícia Federal chegou a retirar cerca de 600 garimpeiros da região, mas muitos voltaram. 'Os garimpeiros estão aliciando indígenas com arma de fogo para matar todos os indígenas. A PF sabe disso', disse ele na ocasião.

Save
Cookies user preferences
We use cookies to ensure you to get the best experience on our website. If you decline the use of cookies, this website may not function as expected.
Aceitar
Não Aceitar
mais informações
Analytics
Tools used to analyze the data to measure the effectiveness of a website and to understand how it works.
Google Analytics
Aceitar
Não acetiar
Unknown
Unknown
Aceitar
Não acetiar